Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Analfabetismo político, desinformação...


"(...) A função de jornalistas como Noblat e jornais como o Globo é produzir analfabetos políticos em série. Como imprensa classista,  eles defendem a todo transe o interesses de seu  patrões e/ou patrocinadores, o Grande Capital liderado pelo Setor Financeiro.
Desinformar é a missão. Desinformar fingindo que informa. Desinformar pautando matérias de forma seletiva no interesse dos patrões e as editando de forma truncada quando não  de forma invertida e deturpada.
 Promove-se  o linchamento (seletivo) de políticos, mas não se diz uma palavra contras seus patrões e verdadeiros eleitores, os banqueiros e os empreiteiros. Criticam-se os fichas sujas, mas não se toca (a não ser excepcionalmente) na folha corrida dos grandes empresários,    fonte primária do caixa dois de todos os políticos.
Como resultado, cria-se uma fantástica legião  de analfabetos políticos de classe média especialmente  amestrada para só ver e compreender a superfície dos fenômenos.  Uma gente que reclama da demora ou mau humor dos bancários dentro das agências, mas em nenhum instante  se insurge contra os donos dos bancos.
Uma gente  que não percebe que o problema das filas e longas esperas poderia ser resolvido se os banqueiros  deixassem seus estabelecimentos abertos  pelo  período normal  obedecido por todo o comércio e empregassem mais bancários para preencher os espaços vazios, onde deveriam estar funcionando mais caixas.
Critica-se o Legislativo e suas mazelas. Mas não se  aponta a sua principal distorção: o fato de que  75% dos parlamentares são patrões ou mesmo  grandes proprietários capitalistas  e apenas 25% da cadeiras são ocupadas por trabalhadores. Ou seja, há uma  inversão aberrante da representatividade (e legitimidade) do Parlamento. A função da grande mídia é a de desviar as atenções sobre esse fato crucial, remetendo seus leitores para as superficialidades da vida. 
Mas o Globo não é apenas   uma máquina de desinformação. É um instrumento de negócios escusos. Há, nos  anais do Congresso, toneladas de documentos  comprovando as negociatas  da Família Marinho, apuradas durante  dezenas de CPIs nos últimos  50 anos, desde a injeção financeira ilegal promovida  pelo grupo Time Life para a instalação da TV Globo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email