Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Facebook vai financiar candidatos nos EUA


Isso não me cheira bem!
 
Luiz.
 
 
 

Facebook vai financiar candidatos nos EUA

Enviado por luisnassif, qua, 28/09/2011 - 13:18
Da Folha de S.Paulo
Rede social cria grupo para doar oficialmente dinheiro a campanhas de políticos que representem seus interesses 
Empresa afirma que objetivo da medida é que funcionários se façam ouvir no processo político
LUCIANA COELHO
DE WASHINGTON
Para quem teme que o Facebook passe a dominar o mundo, atenção ao próximo passo. A empresa anunciou que enveredará para a política, formando um grupo para financiar oficialmente campanhas de candidatos que defendam seus interesses.
Nos últimos dois anos, o Facebook já vinha aumentando suas doações para políticos e contratando lobistas, atividade regular nos EUA.
Segundo o Center for Responsive Politics, que monitora o financiamento a políticos e campanhas, só no primeiro semestre, a empresa gastou US$ 550 mil (R$ 990 mil) com lobby -70% a mais do que no ano de 2010.
Agora, porém, o Facebook poderá recolher doações de seus funcionários e repassá-las para candidatos por meio de um Comitê de Ação Política (PAC, na sigla em inglês). 
"O FB PAC dará a nossos funcionários uma forma de se fazerem ouvir no processo político americano, apoiando candidatos que dividem nossos valores", disse à Folha por e-mail Kumiko Hidaka, gerente de comunicação global da empresa.
A meta, diz, é "promover a inovação econômica ao mesmo tempo em que se dá às pessoas o poder de compartilhar e tornar o mundo mais aberto e interconectado".
Jargão à parte, o Facebook foca questões que envolvam propriedade intelectual e privacidade, duas áreas em que a empresa é criticada.
Na semana passada, o Facebook mudou a plataforma e ampliou o compartilhamento, atraindo queixas.
Hidaka não respondeu quais candidatos o FB PAC apoiará. Até hoje, segundo o Center for Responsive Politics, todas as doações visaram políticos democratas. 
Uma consulta aos arquivos do centro mostra que, dos 21 lobistas contratados pela empresa, oito trabalharam para governos e políticos democratas -alguns, proeminentes como o senador John Kerry- e três para republicanos.
Além de PACs (o Google também tem um), empresas de internet ampliam sua presença política ao patrocinar debates, como o do Google com pré-candidatos republicanos no dia 22, e encontros virtuais com eleitores.
O presidente Obama já conversou com eleitores via Twitter, Facebook e LinkedIn.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email